ISO 31000: A Nova Era da Gestão de Riscos!

13 de fevereiro de 2014

Abin monitora riscos para a Copa

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) está acompanhando as manifestações no Rio e em outras cidades brasileiras para avaliar o risco de intensificação dos protestos, especialmente mais perto da Copa do Mundo. A avaliação da agência é de que a situação deve piorar conforme o evento se aproxima, especialmente pela visibilidade trazida pela própria Copa. A possibilidade de manifestações é um dos fatores de risco levantados pela Abin para os Cenários - relatórios sobre questões de segurança e de organização que podem atrapalhar a organização de grandes eventos. Desde 2013, o risco de ações por parte dos chamados "grupos de pressão" já era classificado como alerta vermelho entre as "fontes de ameaça" analisadas, juntamente com questões como acidentes de trânsito e criminalidade.

A agência está acompanhando a "temperatura" das manifestações e a possibilidade de crescimento usando o que chama de fontes abertas: redes sociais como Facebook e Twitter, depoimentos policiais e acompanhamento de partidos e outras organizações. A intenção é verificar riscos, tamanho, infiltrações de partidos políticos e financiamento dos protestos.

Fonte: Jornal Estadão, 13/02/2014.

A Abin é cliente do QSP desde 2007.