ISO 31000: A Nova Era da Gestão de Riscos!

17 de setembro de 2009

1° hospital do Brasil certificado em Gestão de Riscos

É isso mesmo que vocês leram aí no título: um hospital se certificou em Gestão de Riscos. E ainda por cima na norma AS/NZS 4360! (quem quiser saber como isso é possível com uma norma de diretrizes - como será o caso também da ISO 31000, é só entrar em contato comigo).

A notícia foi veiculada recentemente na Revista Hospitais e, em resumo, diz o seguinte:

"O Hospital-Dia e Maternidade Unimed-BH (HDMU) acaba de se tornar o primeiro hospital do Brasil a implantar os requisitos da norma AS/NZS 4360, principal referência internacional para a gestão de riscos hospitalares, incluindo os de natureza clínica. Após dois dias de auditoria, a empresa certificadora concluiu que o hospital tem um Sistema de Gestão de Riscos efetivamente implementado.

A adequação à norma vem complementar o sistema de gestão integrado da unidade, que já detém a acreditação hospitalar no nível de excelência pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), a certificação de qualidade ISO 9001 e, desde o ano passado, tornou-se o primeiro hospital mineiro com a gestão ambiental certificada pela ISO 14001.

O desenvolvimento do sistema de gestão de riscos hospitalares corresponde à segunda etapa do Programa de Qualificação da Rede Prestadora de Serviços de Saúde da Unimed-BH, lançada no final de 2008. A cooperativa mineira, que se destaca como a maior operadora de saúde atuando fora do eixo Rio-São Paulo, tem no seu hospital próprio uma referência para a formatação de políticas e modelos assistenciais, que são propostos à rede hospitalar credenciada.

Como piloto do programa, em 2008, a equipe do HDMU identificou processos e atividades críticos de cada setor e os riscos envolvidos. Para cada tipo de risco, foram definidas uma rotina de prevenção e as ações frente a eventos, que são priorizadas conforme o seu impacto. A partir daí, estabeleceu-se uma avaliação permanente, quantificando o desempenho de cada área na gestão desses riscos.

O sistema abrange oito tipos de risco hospitalar: assistenciais, sanitários, ocupacionais, relacionados à gestão de pessoas, ambientais, de desasbatecimento, de responsabilidade civil e financeiros.

Escolhida como base do programa, a norma AS/NZS 4360 foi criada na Austrália e na Nova Zelândia em 1995, tornando-se a primeira referência internacional para a gestão de risco. Já foi aperfeiçoada em duas revisões, sendo adotada também no serviço de saúde inglês e no Canadá.

'A adequação à norma AS/NZS 4360 torna o nosso hospital ainda mais diferenciado e, tão importante quanto isso, valida todo o esforço da Unimed-BH para qualificar a rede de serviços', comemorou o diretor-presidente da cooperativa, Helton Freitas. 'Essa é uma diretriz de gestão que nos permite transformar riscos em oportunidades de melhoria e essas melhorias, em resultados concretos, que significam mais qualidade e mais segurança para nossos clientes, médicos e colaboradores', concluiu."

O QSP congratula-se com a UNIMED-BH e orgulha-se de ter colaborado na capacitação em Gestão de Riscos e Auditoria Baseada em Riscos de 20 profissionais da instituição, que participaram da conquista da certificação e que estão dando continuidade a esse importante programa de Gestão de Riscos.

Leia também:
A nova ISO 31000 aplicada aos Serviços de Saúde